Follow by Email

sábado, 7 de janeiro de 2012

Passaredo




O chupim

Esse nunca nidifica,
Faz seu o do alheio.
Tem a pena cor da noite
O conhecido chupim
Mas  são tão belos espécimes
Que ainda  vejo em bandos.
Cantando enquanto voam..
Quando a tarde chega ao fim...

Mas pra vê-los cantando “melhor”
Tem gente que faz maldade.
Furam os olhos do bichinho
Quando ainda depenados.
São graciosos pastando
Quando  nos campos, libertos
E são meigos, mas, tristonhos,
Quando estão engaiolados.

José Alberto Lopes- SBC.
11/06/2008


A andorinha

Sob a casaca escura
Guarda os segredos do ar
E a magia do verão
 A graciosa andorinha.
Pipila enquanto chuleia
O seu ninho entre os madeiros
De uma antiga cumeeira
 A discreta avezinha!

11/10/2006


O Tico-tico

Também urbano é o tico-tico.
Que nidifica simplesmente
Até em moita de capim.
Com seu canto mavioso
É um dos mais estimados
E o mais parasitado
Pelo pássaro Chupim!

A Corruíra

Ainda vejo sobre os muros,
A pardinha corruíra
Solenemente caminhando.
Cata aqui, cata acolá,
Arames, grampos, palhas, penas...
E o seu ninho vai formando!

05/010/2006


O  Sabiá

Antes que o dia arrebente,
Corta o meu sono o regente,
O já urbano sabiá.
Ferreirinho, laranjeira,
Da-mata, parda e coleira,
Barranco, branco  ou gongá!

07/10/2006


Os Pardais

Em revoadas, aos bandos,
Nas tardes quase morrendo
Buscam abrigos os pardais.
E em ruidosas ondas
Mergulham  nos arvoredos
Como as vagas sobre o cais.

07/10/2006


Bem-te-vi

Tem o dorso cor de nimbo
E o peito amarelado.
Tem o bico aguçado
E a garganta branco-giz.
Tem um jeito bem faceiro
Quando estão em dois ou mais.
Do teu canto eu quero bis,
Nesses cantos... Bem-te-vis.

11/10/2006

( Bico calado, toma cuidado que o homem vem aí, o homem vem aí...)


2 comentários:

  1. Obrigada pela visita, estando aqui em teu ninho de encanto de poesias, deparei-me com ricos versos, interessante tua criatividade dos passarinhos acomodados nos fios de energia, muito boa tua observação. Aliás tudo aqui é encanto. E ainda o por-do-sol muito mais encantador, beijos nos lábios rubros, rsrsrsr. Ah! compartilhei teu blog no facebook. beijos, saudades também.

    ResponderExcluir
  2. Meu amigo...impossível não se emocionar profundamente com tua poesia!
    Teu talento é como a natureza que aflora e maravilha!!
    A cada verso um cântico diferente entoando magia!
    Parabéns sempre meu amigo
    Bea

    ResponderExcluir