Follow by Email

sábado, 26 de outubro de 2013

Quando haviam muito mais picos em Itabira

  

(foto internet)


 Já surgia  a manhã, como se  fosse o pó fosforescente de um vagalume esmagado. Os sapos na beira do tanque, solenemente observavam a fornicação das moscas em pleno voo. Na horta as lagartas prosperavam e na casa grande o aroma do café novo  convidava...
Os pardais aos poucos abandonavam as galhas camarinhas e em bandos  ruidosos realizavam suas revoadas.

- O MUNDO GIRA
ROLA MUNDO
NO BREJO DAS ALMAS
- TAMBÉM CANTAM AS RÃS.

O TEMPO PASSA? NÃO PASSA
UMA HORA E MAIS OUTRA – ESPERA!
O POETA ESCOLHE O SEU TÚMULO
- MAS NÃO ESCOLHE ONDE VAI NASCER.

- O MÊS JÁ MORRIA
COMO A -  MORTE DO LEITEIRO.
- ERA O DIA 31 (UM FILHO) O NONO.
RETRATO DE FAMÍLIA...
AMÉRICA – NOTÍCIAS.......


Era  31 de outubro de 1902. – Nascia em Itabira do Mato dentro, interior de Minas Gerais, o nosso poeta, “A ROSA DO POVO” , Carlos Drummond de Andrade.


                                                                                                                 
Por José Alberto Lopes- SBC-SP.

26/10/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário