Follow by Email

domingo, 12 de maio de 2013

Certos jardins



Há certos jardins
Que é preciso reviver.
Rever canteiros de flores,
Os bancos marcados pelo tempo
Onde se sentavam sonhos
E eram bons os sonhos.
Pisar as calçadas
E andar pelas alamedas de hortênsias.

Rever a árvore grande e anosa
Marcada a canivete [vertido em cinzel]
Rever então os entalhes profundos,
O meu nome e o dela,
E dois corações que pulsavam.

Saudades...


JAL- SBC- SP.
12/05/2013

Um comentário:

  1. Ah!o que foi parece mais belo?;ou é porque com a distância do tempo vemos mais com o coração...? e não com a razão....sabe-se Deus.Somente TE aplaudo;ouça..... LINDOOOOOO!!!!!!!!!!!!!! .AMEI.
    Carinhosamente Beijos Mil- Ly.

    ResponderExcluir